O verdadeiro desafio pós dia 28

WhatsApp Image 2018-10-25 em 11.59.27

O clima está tenso. Grupos de amigos são escalpelados, famílias de brigadinhas entre seus próprios membros e nas quais são as faixas de opções mais ou menos discutíveis, muitas vezes transpondo a fronteira da razoabilidade. Estas são já importantes para a vida republicana do Brasil, antes de tudo, pelo engajamento da sociedade, independentemente do resultado final.

A esta altura, a única dúvida é o tamanho da diferença de votos. É hora de pensar que virá a partir das 21h de domingo, quando já tiveres o placar definitivo. E é exatamente isso que me motiva um novo filme sobre uma questão política – eleitoral, tema de todas as rodas de conversa, redes sociais, debates e debates dos mais variados tipos – inclusive os clássicos.

Antes do primeiro turno escrevi o artigo intitulado “Porque pareço Jair Bolsonaro”. Sou defensor de um Estado de direito, baixa intervenção do governo na vida das pessoas / empresas; liberdade de entrada no mercado; ausência de privilégios; Igualdade a Lei – o que é diferente da igualdade de oportunidades, pois essa utopia não existe -; liberdade de expressão, opinião, opção sexual ou de gênero; ambiente de mercado aberto, inclusivo e globalizado; sistema judicial eficiente, respeitando o contraditorio sem perder agilidade; responsabilidade fiscal e eficaz uso dos custos públicos; uma propriedade privada, uma ordem e os direitos civis. Esse é o Brasil que quero.Nós somos um país atrasado, fechado, burocrático e intervencionista, o que nos empola caro e diminui a atratividade de investidores externos. Não geramos emissão privada, temos baixíssimos táxons de investimento e o estado de alto nível. Para nos tornarmos uma computação próspera, podemos mudar este quadro.

A partir de 2a feira carregar uma nova fase e o Bolsonaro terá o maior desafio de sua vida, carregando as costas para a esperança de fazer um novo Brasil. É uma tremenda responsabilidade e os próximos 20 anos de idade, em boa parte, da sua execução nos primeiros 3-4 meses. O programa de edição de dados para o processo de mudança, uma reflexão sobre o processo de transformação. Bolsonaro e os seus principais colaboradores / influenciadores do alto escalão precisam estar em mente que uma vez são eleitos o governo de todos, não são apenas os apoiam nesta fantástica jornada de uma campanha colaborativa,participativa e inédita – claro, aqui não me refiro às notícias extremas de mau gosto ou as notícias falsas, mas sim ao contrário de um candidato outsider, sem dinheiro do fundo partidário e com apenas 8 ses de televisão, que amealhou 50 milhões de votos no 1o turno Com o fim da campanha, devem ser introduzidos os discursos inflamados, como as provocações aos adversários, os xingamentos e os arroubos dos truculentos dos que são expedidos.

Deve-se respeitar o próximo, inclusive os derrotados nas urnas. O que acontece ao mesmo tempo com a diálogo e tolerância foram as empresas que tiveram nossa opinião. Passa pelo profundo respeito, reconhecimento e legitimação da independência dos poderes. Passa pelo fortalecimento e aprimoramento das instituições. A grande lei não é pela competência de quem está no governo, mas sim pela solidez e manutenção de suas instituições. “Precise firmness of ideas and de ideas , use as arguments consistent and preced a articulation ahead to legislative .No judiciário e minicon Público, será fundamental a tomada de decisão em relação ao exercício do direito, dentro dos limites constitucionais.Assim funciona o sistema democrático de pesos e contrapesos.

Nossa democracia ainda é jovem e tem muitas imperfeições. Nossa inscrição é demasiadamente extensa e analítica. Mas, sem uma sombra de dúvida, desenvolvemos as instituições sólidas que garantem o avanço da nação brasileira em sua trajetória evolutiva. Não há risco de retrocesso. As minorias devem ser respeitadas, apesar das decisões se darem por maioria. Afinal, assim é a vida numa democracia. Haverá sempre uma divergência, e os direitos humanos exercendo o papel de opositores com uma defesa de ideias e pontos de contração às defendidas pela situação. Muito debate será travado em temas como agenda de costumes, economia e política externa.Esperamos ter uma presença de nossos deputados para manter uma urbanidade e serenidade no parlamento. Nos tornamos um país mais politizado, o que é ótimo, mas com o fim do processo eleitoral, vamos todos os ânimos.

Vamos, cada um de nós, manter uma voz ativa e atenção ao cumprimento de promessas. Mas, antes de tudo, sem sentido final, não temos nós, cidadãos, não há vencedores e perdedores. Somos todos os brasileiros e queremos o melhor para nosso país e nossos filhos. E a vida continua … na 2ª feira, independentemente do resultado das urnas,

#somostodosBrasil # nãoaviolência # referenteetolerância

Paulo Stewart Empresário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *